A cambagem é um dos serviços que ainda é realizado pela maioria das oficinas. É um processo que também facilita para o alinhamento dos pneus.

Para que você entenda o que é a cambagem, elaboramos esse artigo para explicar como ela funciona e os tipos aplicados pelas oficinas.

Aproveite sua leitura!

 

O que é a cambagem?

 

Cambagem é um procedimento de alinhamento do camber, que é o ângulo de inclinação lateral em relação ao eixo vertical do veículo. O alinhamento do ângulo do camber é fundamental para que os pneus possam aderir ao solo da melhor maneira possível.

O ângulo do camber é um parâmetro que define, em graus, a inclinação das rodas considerando um eixo imaginário na vertical. Na verdade, cada modelo de veículo possui uma especificação para a inclinação de suas rodas.

Para realizar a cambagem, é utilizado um calço específico para suprir a folga que pode manter o pneu desalinhado e mantê-lo no eixo correto. Alguns procedimentos de cambagem são realizados por um parafuso destinado a esse fim.

Os dispositivos utilizados para cambagem devem corresponder ao modelo do veículo. O calço para cambagem possui um formato em Y e é encaixado ao parafuso da roda. Ele preenche a folga para que o pneu seja alinhado no ângulo correto.

O parafuso para cambagem também deve atender ao modelo do veículo. Ele é utilizado para a correção do ângulo do camber, variando de 1° 45′ positivo ou negativo, substituindo o parafuso superior em veículos que apresentam suspensão com dois amortecedores e que possuem dois parafusos na base.

A cambagem pode possuir três regulações de ângulos: positiva, negativa ou nula.

 

 

Cambagem positiva

 

A cambagem positiva é realizada quando as rodas do veículo estão mais afastadas da parte inferior do que na superior.

Quando é aplicada a cambagem positiva, o desgaste nas articulações da direção é reduzido, permitindo uma condução mais leve e confortável.

É recomendado que a cambagem positiva seja realizada a cada 5.000 quilômetros rodados.

 

Cambagem negativa

 

A cambagem negativa deve ser aplicada quando as rodas estão próximas entre si pela parte superior do pneu.

Nessa condição, o pneu transfere mais peso para a parte interna, o que pode ocasionar seu desgaste.

É importante realizar a definição do equilíbrio e ajustar a curvatura adequada durante a cambagem. Isso evita o desgaste dos rolamentos e das juntas esféricas que compõem a direção do veículo.

 

Cambagem nula

 

A cambagem nula deve ser realizada quando as rodas se apresentam perpendiculares ao solo.

O condutor pode sentir a direção mais pesada, juntamente devido a maior carga vertical aplicada.

 

 

Quando a cambagem deve ser realizada?

 

É comum que o proprietário do veículo tenha dúvidas sobre o momento de realizar a cambagem.

Vale lembrar que os buracos presentes nas vias são os maiores responsáveis pelo desalinhamento e desgastes dos pneus e rodas.

Quando os pneus entram nesses buracos, as rodas são expostas a pancadas, o que faz a perda da angulação correta.

Outros fatores também podem contribuir para que a angulação das rodas saia do padrão, como:

  • Defeito nas molas.
  • Desgastes dos componentes da suspensão.
  • Peças da suspensão que precisam ser trocadas.

É importante também que o condutor procure identificar algum sinal de desgastes fora do comum nos pneus ou diferenças de peso durante a direção.

Esses sinais podem indicar que o veículo está em desalinhamento, o que pode não só comprometer sua segurança como afetar seu desempenho durante a rodagem.

O processo de cambagem deve ser realizado por um profissional especializado. Ele não só possui o ferramental certo para calcular o ângulo adequado como possui expertise para realizar o ajuste necessário.

Se a cambagem não for realizada de forma adequada, os pneus sofrerão desgastes prematuros, além de colocar a direção em risco.

 

 

Cuidados para a realização da cambagem

 

Como dissemos acima, cada modelo de veículo possui uma configuração específica para a angulação do câmber.

Essa variação é atrelada aos componentes da suspensão de cada modelo. Portanto, é fundamental que a cambagem seja realizada considerando essas variações.

Se realizada de forma inadequada ou diferente da angulação recomendada, a cambagem pode resultar na falha de segurança do veículo, tanto para o condutor e seus passageiros como para outros envolvidos no trânsito.

Por isso, é importante buscar as especificações corretas do veículo, principalmente em procedimentos que vão modificar a suspensão.

Consultar um profissional especializado vai possibilitar uma análise completa do veículo e avaliação se as alterações solicitadas são viáveis para o modelo.

A cambagem é um procedimento com um custo acessível e que contribui para o aumento da vida útil do veículo.

Vale lembrar que mesmo realizando a cambagem é fundamental realizar o balanceamento e o alinhamento periódico do veículo para garantir mais conforto e segurança na direção.

 

 

Para adquirir dispositivos para cambagem, fale com quem entende do assunto!

 

A FVA é uma empresa especializada em produtos, ferramentas e equipamentos para auto center, truck center e borracharias de todo o Brasil.

Além de diversos produtos para o segmento, a FVA fornece os melhores dispositivos, sejam calços ou parafusos, para que os procedimentos de cambagem sejam realizados com segurança e eficiência.

Na hora de adquirir dispositivos para cambagem, entre em contato com a FVA.

 

Esse artigo te ajudou? Deixe o que achou nos comentários, compartilhe nas suas redes sociais e continue acompanhando nosso blog para outras novidades do segmento automotivo.

Até a próxima!